sexta-feira, 8 de abril de 2011

Diagnóstico .

Chega! Hoje resolvi deixar minha alma falar, de verdade.

Perdoem-me os espirituosos, os mente aberta, os cheios de fé, os que tudo sabem e que tudo respeitam.

Esse não é um texto suicida, perdoo os ignorantes, apenas quero dizer que não adianta, eu não me adequarei as tais normas do convívio.

Não sei o que dizer em horas delicadas, não tenho boas maneiras.

Não quero a estabilidade, não desisto do que comecei e me arrependi, enfrento a vida como deve ser enfrentada, porém, o modo como ela deve ser enfrentada sou eu quem decide.

Nunca curti os mais gatos, nem suspirei por galãs de novela, amo os que me cativam, os mais delicados, os mais educados, ou os que simplesmente quis amar, não há um manual.

Minha diferença para algumas pessoas é que penso/escrevo/falo, o que a maioria prefere deixar ser descoberto em mentiras.

Olho o que me agrada e não o que me é posto, ignoro o que me convém, ensurdeço quando quero, ou quando preciso.

Morro a cada sofrimento de quem amo, nasço da felicidade de quem quero bem.

Não tolero os chatos e invejosos. Falo quando não posso, exponho o que penso no olhar, nas expressões faciais e corporais, mesmo que isso me prejudique, é incontrolável, é minha característica mais falha e mais evidente, pois é o que me identifica.

Odeio que duvidem de mim, tremo nos julgamentos infundados, não por dever e sim por ter pavor de ter que provar o que falo.

Hoje, só hoje, não me interessa a harmonia das palavras, a sonoridade do texto, das rimas... pouco me importa.

Só hoje, quero dizer e chorar a vontade, tenho motivos que só eu posso entender, e também não quero dividir, é meu e é pra ser vivido, mesmo quando não quero mais, mesmo quando o coração dói tanto que chega a molhar o meu rosto, mesmo quando o coração dói tanto que parece físico, que dói de verdade, simplesmente dói e tranca, na altura do coração...

12 << Comentário >>:

Nô Gomes disse...

Reitero minha posição de fã!

Texto super digno de ser reconhecido (como mais uma vez sendo de sua autoria) um dos melhores que já vi!

Erique Duarte disse...

Como sempre Karolzinha, muito bom o texto, e pela última parte do post, bom não vou nem comentar nada. "Só hoje, quero dizer e chorar a vontade, tenho motivos que só eu posso entender, e também não quero dividir, é meu e é pra ser vivido..."
O blog ta cade vez melhor, parabéns pelo post!!

Ludmila disse...

nossa. aplausos, aplausos muitos, todos os aplausos do mundo. que coisa linda! acho que os melhores textos são aqueles em que transbordam o autor em cada palavra... seu texto respira e transpira vc. e devo dizer, também me vi nele.
já disse que amo sua escrita? digo de novo. l-i-n-d-o.

Lucas Barreto disse...

sem palavras, ou melhor..dígitos..
fontes... bom, você entendeu ♥

ronaldfar disse...

Muito bom o post karol!
Bem subversivo, rs.
O desprendimento de tudo nos dá a liberdade necessária para saber no realmente devemos nos apegar!
Já conhecia seu blog por causa de um trabalho de TCC de uma aluna que orientei na ufal.
Parabéns pelo post e pelo blog.

Fausta disse...

Maravilhoso! =)

Perigo & Deboche disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Perigo & Deboche disse...

O que você escreve quanto a falta de coerência de textos, pode ter certeza, aí nem se nota. O texto é de uma singularidade tão perfeita,que acaba virando plural. rsrs.

Amei. Parabéns!!!!

Coordenação de Política Estudantil disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cecill disse...

Minha vaca! Seu texto está simplesmente lindo. Acho que tenho muitas das características que você escreveu, na verdade, todo mundo tem um pouco, mas prefere viver nas mentiras e num mundo "cheio de felicidades e sorrisos"...
Seu texto me lembrou uma frase de Nietzsche que se encaixa perfeitamente ao momento: "Não pretendo ser feliz, pretendo ser verdadeiro".

Enfim! Lindo mesmo!
Você devia ser jornalista!
Beeijos :*
Te amo!

11 de abril de 2011 09:33

Ricardo Santos de Almeida disse...

Que poder de auto análise fantástico. Isso é tão percepção de si mesmo, surreal...

João Paulo Tenório disse...

saudades de vc karol!! vc eh realmente td isso e espero te rever brevementee!!

Tecnologia do Blogger.
 
;