terça-feira, 4 de setembro de 2012

O amor é o mar .


Amar não é dizer te amo, desconfio até que essa é a parte fácil de amar verdadeiramente alguém. Vai muito além da ligação no fim do dia, do tempo vivido ao lado do outro. Já vi namoros e casamentos de muitos anos mais inconsistentes que o vento do fim de tarde. O amor é a força que se alimenta de algum manjar raro, o qual poucos sabem a receita, e quando descobrem o sabor único apenas dele querem alimentar os seus dias - sabendo esses que não existe hora de parar e que ao provarem o tal preparo, dele estarão reféns por toda a vida (por livre e espontânea necessidade e prazer). O amor perpassa qualquer teoria do tolo que tentou decifra-lo, como eu. O amor desconhece o orgulho, dribla a razão e despreza o desprezo. A solidão anestesia o relógio, o amor o acelera. O calendário nos dá a noção dos dias, o amor nos desconecta. Chega em momento estratégico e permanece sendo capaz de suportar qualquer tempestade. O amor não é o que escolhemos sentir, é o que sentimos mesmo sem querer. É como um rio que se modifica insistentemente desde a sua nascente até desembocar no mar. O amor é, e porque não ser, o próprio mar - imenso, azul, indecifrável e traiçoeiro.

6 << Comentário >>:

Nô Gomes disse...

Incrivelmente emocionante.

Rodrigo Holanda disse...

Amor é o Mar Muito Linda e Inspirada essa Poesia Carol,A sua Percepção do Amor me faz pensar o que todos querem, e realmente deveriam viver, o Verdadeiro Amor seja o amor entre duas pessoas ou para várias pessoas. "é o que sentimos mesmo sem querer."

Erique Duarte disse...

A parte do "Amar não é dizer te amo", mostra que se fosse somente isso, o amor não seria tão difícil de se achar e nem seria tão fácil dizer eu te amo pra "toda" alma gêmea.~

Gostei do texto Karolzinha.=)

Gledson Nascimento disse...

Ótimo texto! Parabéns, Karol.

Madysson Weslley disse...

E ele, o amor, se tornou tão banal... Que realmente a parte mais fácil da história é dizer que ama. Ficou fácil demais! Sentir é que é outra questão e que vai muito além do simples gesto de abrir e a boca e proferir a frase tão esperado por muitos, mas dita tantas vezes com pouca verdade! Karolzinha, o texto ficou incrível e vamos esperar que o Amor seja "como o próprio mar - imenso, azul, indecifrável e traiçoeiro", porque isso é que é amor de verdade!

Wagner Santana disse...

Muita Saudade de Você

Tecnologia do Blogger.
 
;