sábado, 10 de dezembro de 2011

O arrependimento e as consequências dele dentro de nós .


Algumas vezes em nossas vidas, por uma questão ou outra qualquer, nos pegamos falando coisas que magoam e ferem quem menos deveríamos afetar. Coisas da vida? Sim. Mas temos como nos redimir, sendo justos e humildes. Agir sem pensar nos faz tomar atitudes absolutamente impróprias, porém apenas a sabedoria e a maturidade são capazes de nos fazer enxergar isso (tenho muito que aprender). Julgar atitudes sem tentar entender o que realmente se passa com o outro é pedir pra cometer injustiças, porém, depois da injustiça cometida, nos resta o arrependimento e o pedido de perdão. Sabendo, é claro, que isso não irá reparar os danos causados. O fato é que meu post anterior, agora apagado, referente à Dezembro deste ano, se encontrava muito prepotente, como se eu, mera mortal, tivesse o poder de saber do futuro e dos desígnios de Deus, muito feio e desumano de minha parte. Por isso achei por bem apaga-las, já que a minha reflexão posterior diante das palavras escritas foram suficientemente negativas e cabe a mim, como dona do blog e responsável pelas palavras ditas, o arrependimento. Aprendi, entre outras coisas, que escrever requer responsabilidade.

2 << Comentário >>:

Carina Carvalho disse...

henhein... Que lindo, flor!

canalmeida disse...

Ah... podia ter deixado o post sobre dezembro, só pra gente dizer que vc jamais seria prepotente!! Linda! Só uma alma generosa é capaz de reconhecer-se errada e pronta para corrigi-lo! Parabéns!!

Tecnologia do Blogger.
 
;